Especializações

Hiperuricemia ou Gota

Hiperuricemia ou Gota
A Gota, também chamada de doença por depósito de cristal de urato monossódico, é um tipo de artropatia inflamatória desencadeada pela cristalização do ácido úrico dentro da articulação. A ingestão dietética de purinas pode contribuir substancialmente para os níveis de ácido úrico do sangue. Um aspecto de grande importância na orientação dietética do paciente com hiperuricemia ou gota é o consumo de bebidas alcoólicas. A ingestão de álcool aumenta a uricemia por incrementar a degradação do ATP em adenosina monofosfato (AMP), que é rapidamente convertido em ácido úrico. Por outro lado, a desidratação e a acidose metabólica, relacionadas com o consumo excessivo de bebidas alcoólicas e refrigerantes, reduzem a excreção renal de ácido úrico, contribuindo para a hiperuricemia.

Tratamento Acne

Tratamento Acne
A Acne é causada por poros obstruídos que, ao infeccionarem, aumentam a presença de bactérias e o crescimento de fungos na pele. O organismo produz um sebo lubrificante que tem como objetivo proteger a pele e hidratá-la. O aumento dessa secreção (devido à flutuação de hormônios, estresse, fases diferentes da vida, alergias alimentares e o consumo de alimentos inadequados, ricos em gorduras e açúcares) obstrui mais ainda os poros, o que resulta no aparecimento de espinhas. A inflamação da pele pode gerar nódulos, cistos e cicatrizes. O tratamento da acne enfatiza mudanças alimentares, desintoxicação, redução do estresse, identificação de alergias alimentares e equilíbrio hormonal. Pessoas que sofrem de acne devem seguir dieta rica em: vegetais verde-escuros ou alaranjados (ricos em betacarotenos) que auxiliam na manutenção e reparação da pele, além de uma dieta de Baixo Índice Glicêmico BIG e talvez uma suplementação com elementos necessários á beleza da pele.

Tratamento da Flacidez

Tratamento da Flacidez
A alimentação é fundamental para combater a flacidez. Nosso corpo é formado por ossos, músculos, água e gordura e é necessário um equilíbrio entre todos eles para refletir saúde. Para uma pele firme é necessário colágeno, que é sintetizado a partir dos aminoácidos (proteínas) lisina, prolina e glicina e de outros nutrientes como vitamina C, cobre, zinco, manganês e silício. Para tratar a flacidez, é importante fornecer esses nutrientes por meio da alimentação diária. O profissional Nutricionista Especializado em Estética poderá te orientar de forma adequada a conseguir resultados positivos em sua flacidez.

Nutrição nas Desordens Estéticas

Nutrição nas Desordens Estéticas
Uma boa alimentação reflete-se em todo nosso corpo. A correria cotidiana ou a busca desenfreada pela boa forma e pela beleza vem, no entanto, tirando o foco da verdadeira importância para o nosso corpo de uma alimentação equilibrada, já que é dela que suprimos as necessidades nutricionais da pele, unhas e cabelos e de todo o corpo. Quando isso não acontece de forma adequada, surgem as deficiências. Diversos estudos já mostram e comprovam que maus hábitos alimentares, com deficiências nutricionais e excesso de gordura saturada, carboidratos simples e sódio, podem causar diversas alterações estéticas. É muito importante garantir que a ingestão dos nutrientes aconteça na quantidade certa, pois a falta de um deles pode causar um desequilíbrio metabólico, resultando em diversas desordens estéticas como unhas, cabelos, pele, como acne e manchas, celulite, flacidez, estrias, gordura localizada, envelhecimento precoce, e em problemas de baixo peso, sobrepeso e até mesmo obesidade. A nutrição estética, também atua na melhora da saúde como um todo, já que é da alimentação que suprimos as necessidades nutricionais pro nosso corpo todo, e a partir daí se terá nutrientes disponíveis para a melhora das desordens estéticas, visto que nosso organismo supre primeiro suas necessidades vitais para depois investir na estética. Isso pode acontecer através de uma alimentação especial e de suplementação específica e individual.

Melasma

Melasma
Manchas escurecidas no rosto que retornam à pele dias após o tratamento podem ser sintoma de melasma, uma hiperpigmentação da epiderme que aparece por volta dos 30 anos de idade e que acomete principalmente as mulheres. O melasma é uma desregulamentação da célula produtora de melanina, o melanócito. Quando a paciente toma sol, um grupo de células produz maior pigmentação que outro por a área estar hipersensibilizada. Assim, a pele fica escura. A doença possui causas genéticas, mas também pode estar associada à frequência de exposição da mulher aos raios ultravioletas, principalmente do sol, e à gestação, conseqüente do fator hormonal. Após a gestação ocorre a chamada mancha da gravidez. Mas há pacientes que não são gestantes, nunca foram e que possuem o melasma, embora 90% das pessoas atingidas sejam mulheres, a doença atinge também 10% da população masculina. O tratamento é feito com medidas dermatológicas, mas precisa ser aliado à suplementação orgânica. Pois se o organismo estiver com deficiências de microelementos, a pele fica mais desidratada e há diminuição da produção do colágeno. Suprindo a demanda de nutrientes que a pele tem, esta consegue responder melhor ao tratamento.

Desnutrição

Desnutrição
A desnutrição é o estado nutricional em que ocorre deficiência, excesso ou desbalanço de energia, proteína e outros nutrientes causando alteração física, tecidual, funcional e em resultados clínicos negativos. A desnutrição pode ser tanto por macronutrientes como por micronutrientes, e isto pode ser observado com muita evidência na prática clínica. Existem pessoas que estão realmente abaixo do peso e com várias deficiências nutricionais, podendo ser causada por enfermidades como anorexia, bulimia, anemia entre outras, como também na obesidade é muito comum a deficiência de nutrientes importantíssimos à vida. Então é imprescindível o cuidado com nossa saúde, vitalidade para uma maior longevidade com maior qualidade, potencializando seu bem estar. O profissional nutricionista é um excelente profissional para te ajudar nas deficiências nutricionais te proporcionando maior qualidade de vida e bem estar tanto físico como mental.

Tratamento da Obesidade

Tratamento da Obesidade
O paciente deve compreender que a perda de peso é muito mais que uma medida estética, esta visa à redução da morbidade e mortalidade associadas à obesidade. Perdas de 5 a 10% do peso corpóreo inicial são associadas a reduções significativas de pressão arterial, glicemia e valores séricos de lipídios (Colesterol). O tratamento da obesidade exige identificação e mudança de estilo de vida do indivíduo incluindo mudanças na alimentação e prática de atividade física. Um bom acompanhamento para a perda de peso é aquele mais recíproco, mais constante onde você encontra com seu nutricionista semanalmente, assim há um maior firmamento do compromisso entre o profissional e o paciente maximizando o resultado. Mas se tem sucesso ainda com pacientes que visitam a clínica quinzenalmente. Este tratamento é totalmente individualizado onde você será avaliado de acordo com suas necessidades, condições clínicas, hábitos, cultura, condições socioeconômicas, jornada de trabalho, enfim, uma dieta só para você!

Tratamento de Unhas

Tratamento de Unhas
As unhas podem refletir muito sobre o funcionamento do corpo humano. Uma alimentação adequada é importante para mantê-la forte e saudável, uma vez que a falta da ingestão de alguns nutrientes pode acarretar em diversas alterações na sua estrutura e aparência. Unhas quebradiças, moles, secas, fracas, e facilmente quebráveis geralmente está ligado á carência nutricional e distúrbios metabólicos. Por isso a importância de um profissional que entende do assunto para te orientar melhor!!!! Os nutrientes que ajudam na formação da unha é a vitamina C, vitamina D, piridoxina, ferro, cálcio, aminoácidos e gelatina. O uso da biotina vem sendo investigado para o tratamento de unhas quebradiças, tendo diversos estudos que demonstram o seu benefício para melhora dos sintomas.

Tratamento da Celulite

Tratamento da Celulite
Um tratamento nutricional para celulite tem como objetivo a redução do tecido adiposo, a regulação do trânsito intestinal e a diminuição da retenção hídrica. Existem alimentos que ajudam a limpar o organismo, e que melhoram a circulação sanguínea bem assim como outros problemas que agravam a celulite. Com o avanço das pesquisas na área da Nutrição, cada vez mais se descobre a capacidade de determinados alimentos desempenharem funções benéficas e/ou específicas ao organismo humano. Esses alimentos recebem o nome de funcionais. Eles auxiliam na regulação dos fatores predisponentes e reparo das alterações que o tecido já sofreu. Os nutrientes são substratos para a síntese de células saudáveis, bem como de enzimas, hormônios e cofatores de reação do organismo. Dessa forma são essenciais para prevenir danos aos tecidos e também são os agentes que podem fazer os reparos. No caso da celulite existem nutrientes que podem auxiliar no restabelecimento da matriz intersticial, evitar o aumento da permeabilidade vascular, reduzindo edema e alterações decorrentes e inclusive melhorar a queima de gorduras. Além disso, os nutrientes auxiliam na eliminação de toxinas, que congestionam os tecidos e dificultam a sua saúde. O excesso de peso também está correlacionado com o aparecimento de celulites. Por este motivo, manter um peso adequado, realizar uma alimentação balanceada e aliada a atividade física regular garantem uma diminuição do aparecimento das celulites. A constipação também pode ocasionar um efeito tóxico no organismo, para controlá-lo é necessário ter um bom transito intestinal e uma microflora saudável, para isso devemos incluir na dieta alimentos que possuem fibra alimentar, probióticos, prebióticos e simbóticos. O uso de micronutrientes é fundamental na dietoterapia para a celulite, pois dão equilíbrios aos líquidos corporais. Então o Nutricionista especializado em Estética, é um dos profissionais que poderá te ajudar bastante no combate à celulite!!!

Impotência Sexual

Impotência Sexual
Diversas doenças que acometem o homem moderno, compatíveis com nosso atual estilo de vida, podem ter como repercussão problemas sexuais, que felizmente, na maioria dos casos podem ser contornados. Fatores associados à Disfunção Orgânica Diabetes – Metade dos homens que apresentam diabetes tem algum grau de disfunção erétil. A Hipertensão – A presença de hipertensão aumenta três vezes a prevalência de doença arterial coronária e também o risco de disfunção erétil mais grave. A hipertensão representa 43% dos homens. Colesterol elevado – Mais da metade dos homens que tem colesterol alto podem ter disfunção erétil. Risco cardiovascular – As doenças cardiovasculares afetam 58% dos homens com disfunção erétil, uma doença predominantemente de origem vascular. Depressão – A relação entre sintomas depressivos e disfunção erétil em homens de meia idade é real e muito presente. Fármacos – diuréticos, beta-bloqueadores, simpatolíticos, sedativos, hipnóticos, tranquilizantes. Álcool, tabagismo e drogas – Quase metade dos homens que fumam apresentam alguma disfunção erétil. A mesma porcentagem serve para o alcoolismo que também prejudica desempenho sexual. Problema de próstata. Hábitos de vida Associados à Disfunção Erétil Alcoolismo – cessar o tabagismo melhora a função erétil. Tabagismo – cessar o tabagismo melhora a função erétil. Drogas – como maconha, ecstasy e cocaína. Obesidade – os homens obesos tem 3x mais disfunção erétil Mas o que isso tem há ver com a nutrição ? Muito ou quase tudo. Podemos sanar a maioria dos problemas se conseguirmos deixar o paciente saudável. Com o trabalho de equipe multidisciplinar com médicos, psicólogos e nutricionista o caminho para uma breve recuperação fica muito mais fácil e rápido. Sendo assim o planejamento de uma dieta criteriosa a cada caso específico advindos das causas orgânicas podem com toda certeza contribuir para a melhora do estado geral do paciente. Além de alimentos afrodisíacos e controladores dos hormônios que hoje estão disponíveis para nossa utilização.

Gestação e Amamentação

Gestação e Amamentação
A gestação é uma fase extremamente importante e que necessita de cuidados especiais. A gestante passa a se preocupar mais com sua saúde: aumento de peso, escolha de alimentos, atividade física adequada, uso de medicamentos. Em relação ao aumento de peso, a conduta vai depender das condições iniciais da gestação. Se o peso estiver adequado na fase de concepção, o aumento de peso previsto para todo período deve ser ente 9 a 12Kg. Dietas restritas não são recomendas para mulheres que já iniciam a gestação com sobrepeso ou obesidade. Neste caso, é feita uma adequação das calorias, suprindo guloseimas e carboidratos em excesso, mantendo as proteínas e outros nutrientes essenciais. A evolução do peso deve ser gradativa durante a gestação. São passadas algumas dicas para os sintomas que surgem durante esse período como náuseas, constipação intestinal, azia, anemia, edema nos membros inferiores. Durante a amamentação a nutriz precisa se preocupar com a qualidade de suas refeições, pois esta deve ser adequada de forma a fornecer os nutrientes necessários ao crescimento e saúde do bebê e também a saúde materna. Técnicas para amamentação e estímulo a mesma ao maior tempo possível é estimulada pela nutricionista. Estudos mostram que uma criança que amamenta por mais tempo tem menos chance de contrair varias patologias.

Bariátricos

Bariátricos
O nutricionista é fundamental no acompanhamento de pacientes bariátricos, tanto no período pré quanto no pós-operatório. Todos os aspectos nutricionais, psicológicos, médicos, físicos e fisioterapêuticos são necessários para ajudar o paciente a ter sucesso com o tratamento cirúrgico para obesidade. A cirurgia bariátrica, independente da técnica utilizada, é apenas uma restrição física e, sozinha, não promove uma mudança real e concreta nos hábitos alimentares e comportamentais do paciente. Para isso é necessário um acompanhamento nutricional efetivo intensivo no pré-operatório para este grupo de pacientes. É importante avaliar cada paciente antes da cirurgia para entender sua característica individual relacionada à alimentação. Trabalhar esses comportamentos alimentares ou modificá-los antes da cirurgia pode ajudar a melhorar os resultados cirúrgicos. O aconselhamento nutricional no período pré-operatório é realizado para possibilitar o sucesso pós-operatório, promover perda de peso inicial, identificar erros e transtornos alimentares, preparar o paciente para a alimentação no pós-operatório, estimulando uma atitude adequada de sua alimentação e verificar o potencial do paciente para o sucesso da cirurgia. O paciente deverá estar ciente de todos os processos pelos quais passará e estar preparado nutricionalmente para um melhor suporte físico e emocional. Com orientação profissional adequada, é possível proporcionar ao paciente um emagrecimento saudável, sem desnutrição e sustentável em longo prazo. Após a cirurgia, o paciente corre sérios riscos nutritivos e emocionais, enfatizando ainda mais a importância desse relacionamento.

Diabetes Mellitus

Diabetes Mellitus
O tratamento nutricional do Diabetes tipo 2 é feito respeitando a distribuição dos macronutrientes específica para este grupo, e de acordo com as necessidades individuais. O atendimento é voltado a Educação Nutricional desse grupo, de forma a conhecer a composição dos alimentos, trabalhando o fracionamento e a Carga Glicêmica CG de cada refeição. O tratamento do DM1 além de tudo referido ao atendimento do MD2, há uma preocupação com a insulina X alimento.

Queda de Cabelo

Queda de Cabelo
A queda de cabelo é um processo natural que faz parte do ciclo de crescimento dos fios e, por isso, é normal o indivíduo nem notar que perde entre 60 a 100 fios de cabelo por dia. A queda de cabelo pode ser preocupante quando é excessiva, ou seja, quando se perde mais do que 100 fios de cabelo por dia, pois ela pode ser causada por alterações hormonais, estresse, carência de vitaminas ou anemia, por exemplo. A queda de cabelo excessiva pode ser causada por alimentação pobre em nutrientes e vitaminas: as proteínas, o zinco, o ferro, a vitamina A e a vitamina C ajudam no crescimento e fortalecimento capilar, por isso, uma dieta pobre nestes nutrientes favorece a queda dos cabelos. Mas existem outros fatores que também causam a queda capilar como: Estresse e ansiedade; Fatores genéticos; Processo de envelhecimento; Anemia; Uso de produtos químicos no cabelo ou penteados muito presos ao couro cabeludo; Uso de medicamentos; Infecção por fungos; Pós-parto; Entre outras doenças como o lúpus, hipotireoisdimo, hipertireoidismo ou alopécia areata. Nestes casos, é recomendado marcar uma consulta no dermatologista para identificar a causa e fazer o tratamento dermatológico associado ao nutricional para maiores sucessos!!!!

Problemas Gastrointestinais

Problemas Gastrointestinais
A Nutrição tem um papel importantíssimo nos problemas gastrointestinais como Gastrite, Refluxo Gastro Esofágico (RGE), Obstipação Intestinal, diarréias crônicas, Esteatose Hepática (gordura no fígado), Alergias alimentares, enfim, para que ocorra uma melhora dos sintomas ou a cura dessas patologias é importante que se cuide da alimentação uma vez que o nosso trato gastrointestinal é responsável pela degradação dos alimentos e posterior absorção dos nutrientes, bem como, também, a excreção dos compostos a serem eliminados.

Entre em contato e agende sua consulta.

Dê o primeiro passo para ter uma vida saudável!